: :
os agilistas

ENZIMAS #188 – Desenvolvedores e designers: como conectar e estreitar laços?

ENZIMAS #188 – Desenvolvedores e designers: como conectar e estreitar laços?

os agilistas
: :

Szuster: Bom dia, boa tarde e boa noite. Este é mais um episódio de Enzimas. Breves reflexões que te ajudam a catalisar o agilismo em sua organização.

Camila Palhares: Olá pessoal, meu nome é Camila Palhares, eu sou product designer aqui na DTI. Hoje estou aqui para dar algumas dicas de como a gente pode conectar e unir os times de design e desenvolvimento.

 

A primeira dica que eu tenho para dar, ela parece simples e básica, mas muitas vezes a gente não prática no dia a dia, que é conversar. Muitas vezes para a gente criar um relacionamento que é mais eficaz e colaborativo, a gente precisa primeiro ouvir e entender o que os nossos colegas de trabalho fazem e quais atividades que eles estão envolvidos. E principalmente quais desafios eles enfrentam no dia a dia de trabalho. E isso não é diferente dos times de design e desenvolvimento. Então a minha primeira dica é: aproveite dos ritos que o time tem para aproximar os laços e entender mais o dia a dia de cada um; use e abuse das deles ou o que a gente chama também de stand up para entender quais são as atividades diárias de cada time, quais são os impedimentos, por que é no vocabulário do dia a dia e nessas atividades práticas que a gente começa a ganhar um pouco de entendimento do universo do colega e a gente começa a gerar mais empatia para ambos os lados. Um outro rito que o time pode aproveitar bastante, são as retrospectivas. As retrospectivas são ótimos momentos para a gente revisitar quais pontos funcionaram bem nas últimas prints e quais precisam de melhorias, sendo um ótimo momento para ambos os times colocarem ali em pauta, quais pontos eles precisam discutir mais, precisam estar mais juntos e que uns podem ajudar os outros. Ou seja, conversem bastante e aproveitem dos ritos para estreitar os seus laços.

 

A segunda dica que eu tenho, é sobre cocriar. Muitas vezes o designer não tem conhecimentos sobre as limitações técnicas que a sua criação traz para o desenvolvimento, ou até mesmo o desenvolvedor não tem claro em sua cabeça como uma funcionalidade ou componentes podem funcionar. Nesse sentido é muito importante a gente trazer os dois times para criarem juntos. Ambos têm várias ideias e é aquilo -é melhor ter duas cabeças pensando do que uma só-. Então comecem estabelecer pequenas reuniões que podem ser de 30 minutos a 1 hora, mas que vão ser momentos para o time de designer apresentar suas ideias e propostas, e o time de desenvolvimento poder ver se existe uma viabilidade técnica ou até mesmo contribuir com novas ideias para aquela solução. Dessa forma todo mundo fica na mesma página e alinhados do que está por vir no produto. Um outro caminho de cocriação que é muito interessante é o design system. O design system é um documento vivo onde o time de design, principalmente, coloca todos os componentes, propriedades e comportamentos de um produto em uma documentação que vai funcionar de forma assíncrona. Esse é um ótimo momento para o desenvolvimento entender na prática como o time de design quer estabelecer padrões em um produto e dessa forma ambos conseguem ter ali um ponto em comum para checarem qual que é esse padrão e como esse documento tem que ser colocado em vida dentro de um produto. Ou seja, design system, não existe sem ter os padrões que um designer coloca para o produto e o que o desenvolvedor entende como essencial para colocar aqueles padrões em vida a nível de código. E por fim, uma última dica que é compartilhar.

É muito importante que as duas partes, tanto os times de design e desenvolvimento se sintam animadas e desafiadas pelo mesmo objetivo. Muitas vezes os designers e pessoas de produtos, são responsáveis pela criação de jornadas, personas e visões de futuro. É muito importante que essas pessoas repassem com o time de desenvolvimento o que são esses artefatos, sejam teste de usabilidade, quais métricas estão acompanhando ou uma pesquisa que foi realizada.

Objetivos em comum, fazem com que a gente aumente o entendimento da função e objetivo do produto por todo o time e consequentemente o time de desenvolvimento vai ter um entendimento mais claro da onde a gente quer chegar e poder trazer ótimas práticas até para o código a fim de atingir esses objetivos.

Bom pessoal, essas foram as minhas dicas.

Espero que todos vocês possam colocar elas em práticas no dia a dia ou que contem para a gente quais dicas vocês têm aplicado no dia a dia do time e que tem feito o designer e desenvolvedores estreitarem seus laços.

Um abraço e até mais.

Szuster: Bom dia, boa tarde e boa noite. Este é mais um episódio de Enzimas. Breves reflexões que te ajudam a catalisar o agilismo em sua organização. Camila Palhares: Olá pessoal, meu nome é Camila Palhares, eu sou product designer aqui na DTI. Hoje estou aqui para dar algumas dicas de como a gente pode conectar e unir os times de design e desenvolvimento.   A primeira dica que eu tenho para dar, ela parece simples e básica, mas muitas vezes a gente não prática no dia a dia, que é conversar. Muitas vezes para a gente criar um relacionamento que é mais eficaz e colaborativo, a gente precisa primeiro ouvir e entender o que os nossos colegas de trabalho fazem e quais atividades que eles estão envolvidos. E principalmente quais desafios eles enfrentam no dia a dia de trabalho. E isso não é diferente dos times de design e desenvolvimento. Então a minha primeira dica é: aproveite dos ritos que o time tem para aproximar os laços e entender mais o dia a dia de cada um; use e abuse das deles ou o que a gente chama também de stand up para entender quais são as atividades diárias de cada time, quais são os impedimentos, por que é no vocabulário do dia a dia e nessas atividades práticas que a gente começa a ganhar um pouco de entendimento do universo do colega e a gente começa a gerar mais empatia para ambos os lados. Um outro rito que o time pode aproveitar bastante, são as retrospectivas. As retrospectivas são ótimos momentos para a gente revisitar quais pontos funcionaram bem nas últimas prints e quais precisam de melhorias, sendo um ótimo momento para ambos os times colocarem ali em pauta, quais pontos eles precisam discutir mais, precisam estar mais juntos e que uns podem ajudar os outros. Ou seja, conversem bastante e aproveitem dos ritos para estreitar os seus laços.   A segunda dica que eu tenho, é sobre cocriar. Muitas vezes o designer não tem conhecimentos sobre as limitações técnicas que a sua criação traz para o desenvolvimento, ou até mesmo o desenvolvedor não tem claro em sua cabeça como uma funcionalidade ou componentes podem funcionar. Nesse sentido é muito importante a gente trazer os dois times para criarem juntos. Ambos têm várias ideias e é aquilo -é melhor ter duas cabeças pensando do que uma só-. Então comecem estabelecer pequenas reuniões que podem ser de 30 minutos a 1 hora, mas que vão ser momentos para o time de designer apresentar suas ideias e propostas, e o time de desenvolvimento poder ver se existe uma viabilidade técnica ou até mesmo contribuir com novas ideias para aquela solução. Dessa forma todo mundo fica na mesma página e alinhados do que está por vir no produto. Um outro caminho de cocriação que é muito interessante é o design system. O design system é um documento vivo onde o time de design, principalmente, coloca todos os componentes, propriedades e comportamentos de um produto em uma documentação que vai funcionar de forma assíncrona. Esse é um ótimo momento para o desenvolvimento entender na prática como o time de design quer estabelecer padrões em um produto e dessa forma ambos conseguem ter ali um ponto em comum para checarem qual que é esse padrão e como esse documento tem que ser colocado em vida dentro de um produto. Ou seja, design system, não existe sem ter os padrões que um designer coloca para o produto e o que o desenvolvedor entende como essencial para colocar aqueles padrões em vida a nível de código. E por fim, uma última dica que é compartilhar. É muito importante que as duas partes, tanto os times de design e desenvolvimento se sintam animadas e desafiadas pelo mesmo objetivo. Muitas vezes os designers e pessoas de produtos, são responsáveis pela criação de jornadas, personas e visões de futuro. É muito importante que essas pessoas repassem com o time de desenvolvimento o que são esses artefatos, sejam teste de usabilidade, quais métricas estão acompanhando ou uma pesquisa que foi realizada. Objetivos em comum, fazem com que a gente aumente o entendimento da função e objetivo do produto por todo o time e consequentemente o time de desenvolvimento vai ter um entendimento mais claro da onde a gente quer chegar e poder trazer ótimas práticas até para o código a fim de atingir esses objetivos. Bom pessoal, essas foram as minhas dicas. Espero que todos vocês possam colocar elas em práticas no dia a dia ou que contem para a gente quais dicas vocês têm aplicado no dia a dia do time e que tem feito o designer e desenvolvedores estreitarem seus laços. Um abraço e até mais.

Descrição

Qual a importância de um time conectado e em sintonia com seus objetivos? Como podemos unir os diferentes profissionais que compõem as equipes? No Enzimas de hoje, a Product Designer Camila Palhares, compartilha algumas dicas para aproximar Desenvolvedores e Designers. Dá o play!

Quer conversar com Os Agilistas? É só mandar sua dúvida/sugestão para @osagilistas no Instagram ou pelo e-mail osagilistas@dtidigital.com.br que nós responderemos em um de nossos conteúdos!

See omnystudio.com/listener for privacy information.