: :
os agilistas

ENZIMAS #204 Para onde foi o seu foco? Uma reflexão sobre a desatenção nas tarefas

ENZIMAS #204 Para onde foi o seu foco? Uma reflexão sobre a desatenção nas tarefas

os agilistas
: :

Marcelo Szuster: Bom dia, boa tarde, boa noite. Este é mais um episódio de Enzimas, breves reflexões que te ajudam a catalisar o agilismo em sua organização. No Enzimas de hoje, eu queria trazer uma reflexão que chegou a mim através da leitura de um livro que se chama Stolen Focus. Livro bastante interessante que me trouxe uma reflexão que eu diria que foi bem impactante nas últimas semanas, porque é um livro, como o nome diz, foco roubado, ou seja, se é falta de foco que a gente hoje em dia tem para fazer as coisas. Então, de uma forma muito simplificada aqui uma ideia muito forte no livro é de como a nossa sociedade, hoje em dia, é uma sociedade em que as pessoas estão cada vez mais desatentas. Então, hoje nós vivemos o tempo todo imersos no mundo de informações, a gente recebe informação sem parar. A gente recebe informação de forma fragmentada. A gente tenta fazer múltiplas tarefas ao mesmo tempo. A gente fica nas telinhas o tempo todo. Vendo shorts, vendo vídeos, vendo isso e vendo aquilo. O fato é que a gente vem perdendo a capacidade de prestar atenção de forma mais focada, de forma mais concentrada por períodos longos de tempo. Mas o interessante é refletir sobre o impacto que isso causa, tanto pessoalmente quanto para uma sociedade, quando você pensa sobre isso. Por quê? Poxa, se o tempo é a única coisa que nós temos e é escasso, e se a gente não está usando bem esse tempo, a gente está deixando de viver a vida que a gente gostaria de viver. Ora, se a gente não presta atenção no que a gente está fazendo, se a gente não presta atenção no nosso entorno, será que estamos usando bem o nosso tempo? Se uma sociedade é composta por pessoas que não prestam atenção nas coisas que estão acontecendo, será que aquela sociedade vai conseguir resolver os problemas que ela tem que resolver? Então é esse tipo de reflexão que o livro traz e que eu queria trazer aqui. Pensando aí em cada um: vocês imaginem no seu dia a dia no nível pessoal. Você pode ter situações em que você simplesmente não presta atenção paras as coisas que acontecem na sua casa. Você não presta atenção na sua esposa ou no seu esposo. Você não presta atenção nos seus filhos. Você não presta atenção nos seus pais. Você não presta atenção nos seus amigos. Você não sabe nem o que está acontecendo com eles. Você está em uma reunião no trabalho, você também não consegue prestar atenção de forma focada. E, pensem, primeiro passo para a gente poder fazer qualquer coisa e o primeiro passo para a gente poder seguir o tipo de vida que a gente quer seguir é prestar atenção. Então eu acredito fortemente que cada um deveria trabalhar para recuperar essa capacidade de prestar atenção. Tentar ficar menos imerso em informações demais, tentar ter práticas de meditação, o que for útil para cada um. Tentar recuperar um hábito de fazer leituras mais longas. Tentar praticar de estar verdadeiramente presente, prestando atenção nos momentos em que dá para fazer isso, em refeições, em reuniões, nos momentos em que estiver com as pessoas que você gosta. Eu acho que esse tema de recobrar a atenção, uma atenção focada, é fundamental para que você realmente possa viver a vida que você quer, e para que você possa ser o profissional que você quer ser.

Marcelo Szuster: Bom dia, boa tarde, boa noite. Este é mais um episódio de Enzimas, breves reflexões que te ajudam a catalisar o agilismo em sua organização. No Enzimas de hoje, eu queria trazer uma reflexão que chegou a mim através da leitura de um livro que se chama Stolen Focus. Livro bastante interessante que me trouxe uma reflexão que eu diria que foi bem impactante nas últimas semanas, porque é um livro, como o nome diz, foco roubado, ou seja, se é falta de foco que a gente hoje em dia tem para fazer as coisas. Então, de uma forma muito simplificada aqui uma ideia muito forte no livro é de como a nossa sociedade, hoje em dia, é uma sociedade em que as pessoas estão cada vez mais desatentas. Então, hoje nós vivemos o tempo todo imersos no mundo de informações, a gente recebe informação sem parar. A gente recebe informação de forma fragmentada. A gente tenta fazer múltiplas tarefas ao mesmo tempo. A gente fica nas telinhas o tempo todo. Vendo shorts, vendo vídeos, vendo isso e vendo aquilo. O fato é que a gente vem perdendo a capacidade de prestar atenção de forma mais focada, de forma mais concentrada por períodos longos de tempo. Mas o interessante é refletir sobre o impacto que isso causa, tanto pessoalmente quanto para uma sociedade, quando você pensa sobre isso. Por quê? Poxa, se o tempo é a única coisa que nós temos e é escasso, e se a gente não está usando bem esse tempo, a gente está deixando de viver a vida que a gente gostaria de viver. Ora, se a gente não presta atenção no que a gente está fazendo, se a gente não presta atenção no nosso entorno, será que estamos usando bem o nosso tempo? Se uma sociedade é composta por pessoas que não prestam atenção nas coisas que estão acontecendo, será que aquela sociedade vai conseguir resolver os problemas que ela tem que resolver? Então é esse tipo de reflexão que o livro traz e que eu queria trazer aqui. Pensando aí em cada um: vocês imaginem no seu dia a dia no nível pessoal. Você pode ter situações em que você simplesmente não presta atenção paras as coisas que acontecem na sua casa. Você não presta atenção na sua esposa ou no seu esposo. Você não presta atenção nos seus filhos. Você não presta atenção nos seus pais. Você não presta atenção nos seus amigos. Você não sabe nem o que está acontecendo com eles. Você está em uma reunião no trabalho, você também não consegue prestar atenção de forma focada. E, pensem, primeiro passo para a gente poder fazer qualquer coisa e o primeiro passo para a gente poder seguir o tipo de vida que a gente quer seguir é prestar atenção. Então eu acredito fortemente que cada um deveria trabalhar para recuperar essa capacidade de prestar atenção. Tentar ficar menos imerso em informações demais, tentar ter práticas de meditação, o que for útil para cada um. Tentar recuperar um hábito de fazer leituras mais longas. Tentar praticar de estar verdadeiramente presente, prestando atenção nos momentos em que dá para fazer isso, em refeições, em reuniões, nos momentos em que estiver com as pessoas que você gosta. Eu acho que esse tema de recobrar a atenção, uma atenção focada, é fundamental para que você realmente possa viver a vida que você quer, e para que você possa ser o profissional que você quer ser.

Descrição

Você já teve a sensação de que reuniões, livros e até mesmo filmes estavam longos demais para prestar atenção? Neste episódio de Enzimas, Marcelo Szuster compartilha reflexões surgidas a partir da leitura do livro Stolen Focus: Why You Can't Pay Attention (Foco roubado: por quê você não consegue prestar atenção, em tradução livre). Bateu a curiosidade? Então dá o play!

Quer conversar com Os Agilistas? É só mandar sua dúvida/sugestão para @osagilistas no Instagram ou pelo e-mail osagilistas@dtidigital.com.br que nós responderemos em um de nossos conteúdos!

See omnystudio.com/listener for privacy information.